argubert

Just another WordPress.com site


Deixe um comentário

FRASES INTERESSANTES

SOMENTE SOFRE QUEM NÃO SABE SER FELIZ AO SEU MODO.

A VERDADE É A NATUREZA DO HOMEM. A CONDUTA APROPRIADA É A SUA APLICAÇÃO PRÁTICA. A PAZ É O RESULTADO DE DEVER SAGRADO DA ATITUDE DE CADA SER, E O AMOR É O RESPLENDOR DA PAZ.

A HABILIDADE PESSOAL DE NÃO GERAR OU SEMEAR O SOFRIMENTO PERMITE A ARQUITETURA DA PAZ DE ESPÍRITO QUE, POR SUA VEZ, É O ALICERCE DA FELICIDADE, ÚNICA VERDADE QUE HOMENAGEIA A ESSÊNCIA DO QUE REALMENTE SOMOS: A ESSÊNCIA DA DIVINDADE QUE HABITA NO EU PROFUNDO DE CADA SER.

Anúncios


Deixe um comentário

PAI NOSSO por Leocádio José Correia

Pai nosso

Pai Nosso que estais no céu, na Terra e em todos os mundos espirituais.
Santificado e bendito seja sempre o Vosso Nome, mesmo quando a dor e a desilusão ferirem o nosso coração.
O pão nosso de cada dia, dai-nos hoje Pai, dai-nos o pão que revigora as forças físicas, mas dai também o pão para o espírito.
Perdoai as nossas dívidas, mas nos ensinai antes a merecer o Vosso perdão, perdoando aqueles que tripudiam sobre as nossas dores, espezinham nossos corações e destroem nossas ilusões.
Que possamos perdoá-los, não com os lábios e sim com o coração.
Afastai do nosso caminho todo sentimento contrário à caridade.
Que este Pai Nosso seja dadivoso para com todos aqueles que sofrem, como espíritos encarnados ou desencarnados.
Que uma partícula deste Pai Nosso vá até os cárceres, onde alguns sofrem merecidamente, mas outros pelo erro judiciário.
Que vá até os hospícios, iluminando aqueles cérebros conturbados.
Que vá aos hospitais, onde muitos choram e sofrem sem o consolo da palavra amiga.
Que aqueles que neste momento transpõem o pórtico da vida terrena para a espiritual, tenham um guia e Vosso perdão.
Que este Pai Nosso, vá até os lupanares e erga aquelas pobres infelizes, que ali foram tangidas pela fome, dando-lhes o apoio e a fé.
Que vá até o seio da Terra, onde o mineiro está exposto ao fogo do grisu.
Que ele, findo o dia possa voltar ao seio da sua família.
Tende piedade dos órfãos, viúvas e daqueles que até esta hora ainda não tiveram uma côdea de pão.
Tende compaixão dos navegadores dos mares, dos que lutam com os vendavais no meio do mar bravio.
Tende piedade da mulher que abre os olhos do ser à vida.
Que este Pai Nosso vá até os dirigentes das Nações, para que evitem a guerra e cultivem a paz.
Que a paz e a harmonia do bem fiquem entre nós e estejam com todos.
Assim seja.

O abraço de,

LEOCÁDIO JOSÉ CORREIA
Mensagem psicografada pelo médium
Maury Rodrigues da Cruzleoc


Deixe um comentário

PENSAMENTOS

Pensamentos

A ação do pensamento sobre a saúde é incontestável.

Vejamos alguns exemplos:

a ansiedade estimula a secreção de adrenalina, que sobrecarrega

o sistema nervoso e o descontrola;

o pessimismo perturba o aparelho digestivo e produz distúrbios

gerais;

o medo, a revolta, são agentes de úlceras gástricas e duodenais

de curso largo.

Da mesma forma, a tranquilidade, o otimismo, a coragem, são

estimulantes que trabalham pela harmonia emocional e orgânica,

produzindo salutares efeitos na vida.

O homem se torna o que pensa, portanto, o que quer.

Os pensamentos emitidos atraem ou sintonizam outros semelhantes,

nas mesmas faixas de ondas mentais por onde transitam

as aspirações e os estados psíquicos de toda a Humanidade.

Adicionados a estes, temos as mentes dos desencarnados que

se intercomunicam com os homens, vibrando nos climas que lhes

são afins.

*

Acostuma-te a pensar de forma edificante.

Assume uma postura vitoriosa.

Atrai pensamentos salutares.

O cérebro é antena que emite vibrações e as capta incessantemente.

Irradia ideias do bem, do progresso, da paz, e captarás, por

sintonia, equivalentes estímulos para o teu bem.

Quem pensa em derrota, já perdeu uma parte da luta por empreender.

Quem cultiva o insucesso, dificilmente enfrentará os desafios

para a vitória.

*

A cada momento adicionas experiências novas às tuas conquistas.

A todo instante pensa corretamente e somarás força psíquica

para o êxito da tua reencarnação.

Divaldo Pereira Franco – Episódios Diários – Pelo Espírito Joanna de Ângelis 

Grupo Espírita Irmãos de Boa Vontade

Av. Brasil, 9810 – Coqueiral – Cascavel – PR


Deixe um comentário

AFINIDADE

chico-Jesus

O homem permanece envolto em largo oceano de pensamentos, nutrindo-se de substância mental, em grande proporção. Toda criatura absorve, sem perceber, a influência alheia nos recursos imponderáveis que lhe equilibram a existência.

Em forma de impulsos e estímulos, a alma recolhe, nos pensamentos que atrai, as forças de sustentação que lhe garantem as tarefas no lugar em que se coloca.

O homem poderá estender muito longe o raio de suas próprias realizações, na ordem material do mundo, mas, sem a energia mental na base de suas manifestações, efetivamente nada conseguirá. Sem os raios vivos e diferenciados dessa força, os valores evolutivos dormiriam latentes, em todas as direções.

A mente, em qualquer plano, emite e recebe, dá e recolhe, renovando-se constantemente para o alto destino que lhe compete atingir. Estamos assimilando correntes mentais, de maneira permanente.

De modo imperceptível, “ingerimos pensamentos”, a cada instante, projetando, em torno de nossa individualidade, as forças que acalentamos em nós mesmos.

Por isso, quem não se habilite a conhecimentos mais altos, quem não exercite a vontade para sobrepor-se às circunstâncias de ordem inferior, padecerá, invariavelmente, a imposição do meio em que se localiza.

Somos afetados pelas vibrações de paisagens, pessoas e coisas que nos cercam.

Se nos confiamos às impressões alheias de enfermidade e amargura, apressadamente se nos altera o “tônus mental”, inclinando-nos à franca receptividade de moléstias indefiníveis. Se nos devotamos ao convívio com pessoas operosas e dinâmicas, encontramos valioso sustentáculo aos nossos propósitos de trabalho e realização.

Princípios idênticos regem as nossas relações uns com os outros, encarnados e desencarnados.

Conversações alimentam conversações.

Pensamentos ampliam pensamentos.

Demoramo-nos com que se afina conosco.

Falamos sempre ou sempre agimos pelo grupo de espíritos a que nos ligamos.

Nossa inspiração está filiada ao conjunto dos que sentem como nós, tanto quanto a fonte está comandada pela nascente.

Somos obsidiados por amigos desencarnados ou não e auxiliados por benfeitores, em qualquer plano da vida, de conformidade com a nossa condição mental.

Daí, o imperativo de nossa constante renovação para o bem infinito.

Trabalhar incessantemente é dever.

Servir é elevar-se.

Aprender é conquistar novos horizontes.

Amar é engrandecer-se.

Trabalhando e servindo, aprendendo e amando, a nossa vida íntima se ilumina e se aperfeiçoa, entrando gradativamente em contato com os grandes gênios da imortalidade gloriosa.

Emmanuel
Psicografia de Francisco Cândido Xavier
Livro: Roteiro


Deixe um comentário

DESTINO

carlos

O alongar-se da vida está na sua mão direita; na sua esquerda, riquezas e honra. Pv. 3:16.

-x-

Até certo ponto, somos feitores do nosso próprio destino. Tudo que fizemos e estamos fazendo e o que iremos fazer, ficou, fica e ficará gravado em todos os nossos corpos. Quem lê as mãos para revelar, está nas primeiras letras da universalidade dessa ciência.

-x-

Os traços que nos revelam se alteram com a mudança de nossa vida. Os astros e estrelas que nos influenciam deixam de fazê-lo com o autodomínio das faculdades. Jesus já dizia que, conhecendo a verdade, o Espírito se libertará e, nós afirmamos: libertará de tudo e de toda influência exterior.

-x-

O destino é um livro da vida que nós escrevemos todos os dias. Porém nunca fazemos isso sozinhos. Compete a nós fazermos a nossa parte, certos de que Deus jamais errou no que fez.

-x-

Muda a maneira de pensar e sentir as coisas e a vida que tudo, mas tudo ao seu redor, irá mudando como por encanto. Entretanto, não esqueças de fazer esse trabalho consultando o Cristo. Sem Jesus, é mais fácil errar o caminho.

-x-

Para fazer um edifício, os seus construtores requerem o material, que não é feito por eles e, quando está pronto o prédio, somente eles recebem a glória. Em nossa vida ocorre o mesmo: o homem, mais evoluído, esquece-se de quem fez a maior parte, e nunca lembra da virtude, da gratidão.

-x-

A vida longa é procurada por todos com ansiedade, no entanto, sem a vida reta, a longevidade é um peso insuportável.

-x-

Se és jovem, começa logo o auto-aprimoramento que, no amanhã, agradecerás as inspirações que te levam a esse cometimento elevado e digno. Se velho, não deixes para outra reencarnação, com desculpas de que já te encontras no fim. Todo começo é louvável aos olhos do Criador e grandioso para toda consciência em Cristo.

-x-

Jesus, para o homem superior, é o comandante da sua própria vida depois de Deus. Pelo que já fez, sabe o que irá receber das mãos da natureza. Semeou o bem em sua vida e colherá luz depois da morte física

Carlos
Do livro “Gotas de Ouro”
Psicografia de João Nunes Maia


Deixe um comentário

DEFINIR

DEFINIR
Joanna de Ângelis 

Joanna-de-Angelis

Jesus ensinou-nos que o reino dos céus está dentro de nós. Indispensável que a reflexão e a alegria de viver nos facultem um estado de plenitude.

O Mestre, sendo um Espírito perfeito, não escolheu tarefa para executar,  não procurou destaque na sociedade, evitou receber quaisquer homenagens.  E mesmo quando, entrando em Jerusalém, foi saudado pelos ramos que celebravam vitórias, manteve-se discretamente montado sobre um jumento que pisava os tecidos que eram colocados no piso por onde Ele passava…

Convivendo com os mais pobres, fez-se simples e despojado, a fim de não os humilhar, nem lhes provocar inveja.

Dialogando com os humildes de coração, falou-lhes uma linguagem desataviada, utilizando-se de imagens populares, quais o grão de mostarda, a pérola, a palha do campo, os talentos, as lâmpadas de azeite, as redes do mar, com elas tecendo a mais bela página do pensamento filosófico de que se tem notícia.

Nunca selecionou serviço a fazer, havendo atendido enfermos do corpo, da emoção, da mente, todos doentes da alma, para demonstrar a excelência da saúde interior e da perfeita integração espírito-mente-corpo, sugerindo sempre a necessidade de cada um evitar o erro, de não se comprometer negativamente com nada,  de auto-superar-se.

Encorajou o perdão e a pureza de coração, vivendo-os integralmente em todos os momentos da Sua trajetória.

Todo o Seu ministério foi realizado em clima de naturalidade e despojamento de aparências, por isso mesmo, insuperável.

Começando-o em modesta estrebaria, encerrou-o numa cruz, prosseguindo em iridescente madrugada que prossegue até hoje derramando claridade nas noites morais da humanidade e nas sombras densas dos corações medrosos.

Toma-O como exemplo.

Ele se entregou ao Pai em total confiança, e jamais foi desamparado.

Faze o mesmo.

Joanna de Ângelis
Do livro Nascente de Bençãos
Psicografia de Divaldo Franco


Deixe um comentário

DA ESTREBARIA PARA A CRUZ

Joanna-de-Angelis
Joanna de Ângelis 

 

Jesus ensinou-nos que o reino dos céus está dentro de nós. Indispensável que a reflexão e a alegria de viver nos facultem um estado de plenitude.

O Mestre, sendo um Espírito perfeito, não escolheu tarefa para executar,  não procurou destaque na sociedade, evitou receber quaisquer homenagens.  E mesmo quando, entrando em Jerusalém, foi saudado pelos ramos que celebravam vitórias, manteve-se discretamente montado sobre um jumento que pisava os tecidos que eram colocados no piso por onde Ele passava…

Convivendo com os mais pobres, fez-se simples e despojado, a fim de não os humilhar, nem lhes provocar inveja.

Dialogando com os humildes de coração, falou-lhes uma linguagem desataviada, utilizando-se de imagens populares, quais o grão de mostarda, a pérola, a palha do campo, os talentos, as lâmpadas de azeite, as redes do mar, com elas tecendo a mais bela página do pensamento filosófico de que se tem notícia.

Nunca selecionou serviço a fazer, havendo atendido enfermos do corpo, da emoção, da mente, todos doentes da alma, para demonstrar a excelência da saúde interior e da perfeita integração espírito-mente-corpo, sugerindo sempre a necessidade de cada um evitar o erro, de não se comprometer negativamente com nada,  de auto-superar-se.

Encorajou o perdão e a pureza de coração, vivendo-os integralmente em todos os momentos da Sua trajetória.

Todo o Seu ministério foi realizado em clima de naturalidade e despojamento de aparências, por isso mesmo, insuperável.

Começando-o em modesta estrebaria, encerrou-o numa cruz, prosseguindo em iridescente madrugada que prossegue até hoje derramando claridade nas noites morais da humanidade e nas sombras densas dos corações medrosos.

Toma-O como exemplo.

Ele se entregou ao Pai em total confiança, e jamais foi desamparado.

Faze o mesmo.

Joanna de Ângelis
Do livro Nascente de Bençãos
Psicografia de Divaldo Franco