argubert

Just another WordPress.com site


2 Comentários

FAMÍLIA SERPA NO PARANÁ

FAMÍLIA SERPA NO PARANÁ

Diógenes Francisco Serpa, juntamente com sua mulher Eufrásia Velloso Linhares Serpa, trazendo com eles os filhos Honório e Ozório, fugidos de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, por causa da Revolução Federalista, apartoram na fazenda do Capitão Paulo de Siqueira, na barranca do Rio Chopim, onde deram início a uma nova  vida por volta de 1896. Essas terras que hoje pertence ao Município de Honório Serpa.

 

Francisco José Serpa(nasceu em Rio Grande-RS) casado com Anna Maria Lourenço(30.12.1771). Anna Maria Lourenço nasceu em Santo Amaro RS e foi crismada em 30 dezembro 1771 em Triunfo RS, e tiveram como filhos Antonio Francisco Serpa( nasceu em 20 julho 1815 em Santo Amaro RS. Ele faleceu em 18 setembro 1883 em Passo Fundo RS e foi enterrado em Cemitério Público de Passo Fundo RS) que casado com Felicidade Manuella de Jesus Panta Serpa(nasceu em 08 de janeiro de 1825 em Rio Pardo RS. Foi batizada em 30.01.1825, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário de Rio Pardo, Província do Rio Grande de São Pedro), tiveram os seguintes filhos: João Francisco(1846), Antonio Serpa(1847), Eduardo Antonio Serpa(1849/1878), Floriano Serpa(1852), Florêncio Serpa(1854), Inocêncio Francisco Serpa(1857), Luiza(1859/1939), Florinda Francisco(1861), Diógenes Francisco(1864) e Manoel Francisco(1866).

DIÓGENES FRANCISCO SERPA(1864) casou-se com Eufrásia Velloso Linhares Serpa(1874/1942) filha de Elesbão Veloso de Linhares e Maria Idalina Alves de Linhares e tiveram os seguintes filhos: Ozório Linhares Serpa(1893), Maria da Luz Linhares Serpa Fistarol(1903/1977), Nair Linhares Serpa Uadi, Osvaldo Linhares Serpa, Francisco Linhares Serpa (teve o filho Chiquito), Antonio Linhares Serpa, José Linhares Serpa casado com Ana Maria Almeida Serpa(filha de Valencio Dias de Almeida e Virginia Ramos Dias) e tiveram filho João Maria Serpa, Honório Linhares Serpa que casou com Joaquina Maria Serpa e tiveram 13 filhos(Waldemar, Aristides, João, Izaltina, Manoel Paulo, Diógenes, Maria da Luz, Mozart, Edson(Leto), Leda, Lourdes, Lazi, Eufrásia Aparecida(Kika)), Maria José Picucha Linhares Serpa, Maria de Jesus Linhares Serpa Brito, Ana Lidia Linhares Serpa.

– MARIA DA LUZ casou-se com Atílio Fistarol(1893), filho de Augusto Fistarol e… e tiveram os filhos: Siremo, Marina, Atílio Jóris, Loar(Lola), Lays, Diógenes(Duca).

– Nair casou-se com José Uadi e tiveram os filhos Diógenes, Abdon e Nara.

– Maria Picucha Linhares Serpa teve os filhos: Léia, Zélia e Elizabete.

– Honório Linhares Serpa que casou com Joaquina Maria Serpa e tiveram 13 filhos(Waldemar, Aristides, João, Izaltina, Manoel Paulo, Diógenes, Maria da Luz, Mozart, Edson(Leto), Leda, Lourdes, Lazi, Eufrásia Aparecida(Kika).

Meu nome é Fabíola e sou bisneta do Honório Serpa.

Olá.. Meu nome é Fabíola, sou neta do MOZART, que mora em Palmas-PR. Soufilha de Mozart Mateus (filho do meio). Na minha casa somos em três filhas, a Letícia (26 anos), a Lucíola (que já são casadas) e eu (25 anos), a única solteira. A Lú (21 anos)tem um filho,o Matheus (em homenagem ao meu pai) e a Lê está grávida de 4 meses… Meu vô teve 3 filhos, o Luiz, meu pai, Mozart Mateus, conhecido lá por Mateus, e a Diola (Deolinda)..
Caso queiram mais informação.. me escrevam por e-mail! Não tenho orkut, tô usando o da minha amiga!!
serpa_fabiola@pop.com.br

Colaboração Genealógica

Meu nome é Wlanize da Silva Serpa, sou filha do Wladir S. Serpa e Denize A. da Silva Serpa, meu pai é filho de Aristides Serpa e Aracira Linhares Serpa, ele segundo filho de Honório Serpa. Em ordem cronológica meu pai e tios. Araides S. Serpa, Leila Serpa Viana, Araredes S. Serpa, Wladimir S. Serpa, Wladir S. Serpa, Rosemari S. Serpa, Ernane S. Serpa e Aramis Linhares Serpa.
Sou a primogenita e tenho uma irmã, Janaina Patrícia da Silva Serpa.
Estarei enviando as fotos de meu pai e tio em seu último encontro, bem como a foto de meu avó Aristides. Abraço.

Anúncios


20 Comentários

FAMÍLIA GUBERT NO PARANÁ

FAMÍLIA GUBERT NO PARANÁ

Fonte:Livro Colônia Imperial Santa Maria do Novo Tirol da Boca da Serra, 120 de História, de Antonio Tomaz e Ariel J. Thomaz.

 

Os Gubert são naturais de Imèr, Itália e chegaram no Paraná em 1879.

– Giovanni Battista Gubert veio com 42 anos(27.1.1837/5/7/1892), filho de Giovanni Baldassare Gubert e Maria Doff Sotta(17.1.1831/1925),casou-se com Caterina Romagna (17.1.1831/1925), veio com 48 anos e filha de Filippo Romagna e Domenica Loss. Já viúva de outro Giovanni Battista Gubert(14.11.1822/24.7.1858-Imèr), filha de Filippo Romagna e Domenica Loss. O 1º casamento foi realizado em 6.5.1851 em Imèr e o 2º em 12.1.1860 em Imèr.

– Filhos do 1º casamento( Giovanni Battista Gubert , não veio e morreu em Imèr) e Caterina Romagna)

=Giovanni não veio(24.8.1852/21.12.1865-Imèr).

=Giacomo Filipo veio com 23 anos(25.12.1854/4.3.1937). Casou pela 1ª vez com Elizabetta Gaio, natural de Imèr(7..1860/17..1984) em 18.8.1877. Ela veio com 19 anos e filha de Domenico Gaio e Maria Michelli. Filhos:

– Maria(2.9.1878/6.10.1944), casou-se com Eugenio Molinari(17.1.1877/28.8.1953), natural de Vicenza em 23.4.1898. Ele veio com 1 ano e filho de Antonio Molinari e Maria Dal Lago.

– Catarina(20.11.1879/3.12.1957) casou-se em 11.4.1903 com Pedro Simion(20.4.1879/3.12.954), filho de Giovani Simion e Margherita Mott.

– Domingas(16.2.1881/15.4.1949) casou-se em10.5.1900 com Gaspar Zeni(12.5.1878/18.3.1964), filhode Ângelo Zeni e Appolonia Brunet.

– Orsola(22.7.1882/19.12.1908) casou-se em 13.8.1903 com Carlos Brunet(11.7.1882/17.10.1967), filho de Giacomo Abramo Brunet e Appolonia Leonardi.

– Thereza, faleceu jovem.

Filhos de Giacomo Fillipo e Cândida Gaio(7.5.1860/11.5.1934, natural de Imèr e veio com 17 anos e era irmã de Elizabetta(2º casamento dele em 24.4.1886): Filhos:

– Elizabeth(16.2.1887/21.5.1971), casou-se em 4.2.1911 com Ângelo Tomas(7.7.1887/21.5.1971), filho de Luigi Tomas e Francesca Doff Sotta. Filhos: Nerina Felice casada com Sebastião Jacon que tiveram os filhos: Ângelo casou-se com Esleta Kuhn; Alceu Edson casou-se com Lucia Becker;Nerino Haroldo; Antonio Dirceu; Sebastião Maria; Arildo José Maria; Elizabeth Maria casou-se com Sergio Auer; Ana Maria casou-se com José Pedro Brandt Guimarães; Celso José.

– João(15.8.1888/3.10.1971) casou-se em 7.10.1915 com Úrsula Jacomel(16.2.1897/19.2.1980), filha de Fillipo Giacomel e Madalena Bernardin. Filhos: Felipe Euclides casou-se com Saloméa Bronoska; Ovídio Ismael casou-se com trezinha de Jesus Andrade; Silvino Idemar; Cândida Henriqueta casou-se com Pedro Bazia; Madalena Argemides casou-se com Eloi Antonio Jacomel; Antonio José casou-se com Lourdes Toseto; Zita casou-se com Waldomir Werneck; Henrique João casou-se com Dinorá Pereira; Terezinha casou-se com João Ribeiro; Maria Helda casou-se com Genovês Ribeiro; Elizeu Pedro casou-se com Julieta Pietchaki e Leonides David.

– Thereza(29.10.1889/26.4.1973), casou-se com Orlando Zeni(25.5.1887/29.6.1954) em 7.10.1915, filho de Ângelo Zeni e Appolonia Brunet.

– Jacoba(1.1.1892/30.10.1967) casou-se em 29.9.1917 com Bortolo Catapan(3.10.1894/30/10/1957, filho de Cattarino Catapan e Lucia Menegazzo. Filhos: Constantino casou-se com Leonor; Cândida Joanita, religiosa; Maria Alba, religiosa; José Humberto casou-se com Maria Assunta Serenato; Moisés Sírio casou com Dolores G e com Cirley; Ivo Joel, religioso; Lucia Terezinha casou-se com Jaylton José Gugelmin; Emilia casou-se com Nilo Machado; Catharino Felipe religioso.

– Margarida(Angelina)(9.1.1894/13.6.1935) casou-se em 23.6.1925 com Carlos Ernesto Wenzel, natural da Alemanha(1899/20.9.1964), filho de Justos Wenzel e Margarida. Filhos: Justus casou-se com Dalila Antunes Silva; Felipe casou-se com Madalena Jacomel; Carlos Eugenio casou-se com Joana Dambroski; Maria Margarida; João Candido casou-se com Adarcy Stocco.

– Domingos Alfredo(29.9.1895/13.3.1982) casou-se com Angelina Persegona(6.2.1898/13.9.1983), em 3.11.1917, filho de Antonio Persegona e Maria de Rocco. Filhos: Eurides José casou-se com Ana Tatarin; Emilia Cândida casou-se com José Miranda; Maria de Lourdes casou-se com Antonio José Berton; Eugilda Tereza, religiosa; Maria Elza casou-se com Leonel Miguel Molinari; Gabriel casou-se com Roseli de Quadros; Felipe Neto casou-se com Dirce Manganelli; Mercedes; Antonio Maria casou-se com Tereza de Jesus Moura; Domingos Romildo casou-se com Ana Tereza czeslusniak.

– Emma(16.11.1897/17.6.1986) casou-se com Baldassare Collesel(16.11.1898/23.11.1971) em 19.1.1924, filho de Vittore Collesel e Caterina Nicolao, natural de Imèr. Filhos: Vitorio Natal casou-se com Olivia Marin e Teresinha Paveski; Felipe casou-se com Alice Laskoski; Celso casou-se com Lidia Stacheski; gilherme; Pedro; Antonio José casou-se com Cecília Schreider, Alvino; Maria de Lourdes Cândida casou-se com Alfredo Schereider.

– José(Francisco João)(5.12.1899/1.9.1981 casou om Maria Domingas Cemin(2.12.1908/3.9.1989), em 30.10.1927, filha de José Cemin e Jacomina Bassan. Filhos: Lídio Felipe; Maria; Maria José; Miro José; Ely casou-se com Dirce Marques; Miriam Cândida casou-se com João Gualberto Brustolin; Maria Tereza casou-se com Izidoro Pavlak; Maria de Lourdes casou-se com Antonio Verci Marin

– Affonsa Celina(15.11.1904/11.5.1990) casou-se em 31.7.1923 com Ângelo Gugelmin(23.8.1899/25.5.1960), filho de Luigi Gugliemin e Maria Daldin.

– Emilia Rosa, faleceu jovem.

=Rocco Gubert(4.3.1857/17.5.1939), veio com 20 anos e casou-se pela 1ª vez em 28.4.1883 com Giacobba Gaio(11.5.1864/7.2.1896),natural de Imèr, veio com 13 anos, irmã de Elizabetta e Candida. Filhos:

– João Batista(17.2.1884em Teixeira Soares/11.12.1970), casou-se em 29.4.1916 com Maria Cemin Turra(28.7.1894/3.3.1949), filha de Giacomo Turra e Maria Cemin. Seus filhos:

Altemyr João Batista(17.3.1917/17/3/1992) casou-se com Harony Caron, filha de Alexandre Caron e Maria. Não tiveram filhos;

Altino Remy Gubert(2.10.1918/5.1.2011) casou-se em 22.5.1954 com Lays Serpa Fistarol Gubert e tiveram três filhos: Altino Remy Gubert Junior(30.3.1955), Luiz Claudio Gubert(11.12.1958) e Luiz Sergio Gubert(7.4.1960). Altair Ciro(25.11.1920/1991) casou-se com Ivone Zeni, filha de TeodoroZeni e Tereza Wecher. Tiveram os filhos Altair Jr, Célia, Carlos Eduardo, Maria Tereza,  Paulo, Luiz, Maria Ivone.Alteny Maria de Lourdes(25.1.1923) casou-se com Danilo Marquardt, filho de Leopoldo Marquardt e Maria Correia Machado. Altivo Darci(14.2.1926/) casado com Maria Ruth Nocera, fila de Epaminondas Nocera e Maria José Nunes. Alternirce Jacoma(24.9.1928), casou-se com Nelson José Machio, filho de João Maschio Neto e Ida Maria Busato. Alteloir Eli Roque(27.4.1931) casou-se pela 1ª vez com Nair G. Pompermeyer, pela 2ª com Edinéia Bernardelli.

– Domingos(27.8.1885/29.10.1942) casou-se com Vitoria Gugelmin(27.4.1892/27.7.1970) em 28.4.1911, filha de Luigi guglielmin e Mara Daldin.

– Felipe Sobrino(13.11.1886/12.2.1965) casou com Verônica Zeni(24.8.1895/31.12.1989) em 3.9.1914, filha de Luigi Giuseppe Zeni e Teresa Ziglio. Filhos: Mario casou-se com Ahyr Dalledone Azevedo e Maria Aparecida Fiorese; Adélio casou-se com Ivete Jesus Camargo; Alba; Eloi Ângelo casou-se com Ivone Maria Gubert; Ivaldo Luiz, casou-se com Izaura; Antonio Rineo, casou-se com Dulce; Maria Lindamir, casou-se com Nael Nunes Rocha; José Osires casou-se com Laís Fonseca; Glacy Jacomina casou-se com Fabiano Braga Cortes.

– Maria(10.3.1888/10.7.1972), casou-se com José guglelmin(1.10.1888/3.7.1953), filho de Luigi Gulielmin e Maria Daldin. Filhos:

– Ernesto(1.8.1889/19.10.1959) casou-se em 24.5.1913 com Amália Molinari(14.5.1895/17.9.1982), filha de Domenico Molinari e Ângela Daldin. Filhos: Mozart Lírio casou-se com Maria Teresa Valente; Mafalda Jacoba casou-se com Vicente Franco Grillo; Elza Ângela casou-se com José Mendonça; Ivone Maria casou-se com Eloi Ângelo Gubert; Eni Maria casou-se com Hamilton Pelissari; Liaer Tereza Amália casou-se com Rubens Marchiorato; Valderez casou-se com Julio Pacheco Monteiro.

– Francisco José(8.1.1892/28.11.1950) casou-se em 20.1.1917 com Margarida Zeni(13.8.1895/1.4.1953), filha de Giacomo Zeni Filho e Giacobba Zanona. Filhos: Nelson Lírio casou-se com Ieda Manganelli Orofino; Francisco Adyr casou-se com Rosy Neves; Roque Nildo casou-se com Glacy Gayer; Maria Nilta casou-se com Romeu Neves;

– Pedro Paulo(2.11.1893/17.1.1956) casou-se em 2.4.1921 com Rosa Zeni(6.8.1902/29.5.1989), filha de Luigi Giuseppe Zeni e Teresa Ziglio. Filhos: Gelson Eli casou-se com Iara Soares; Clemente Elmo casou-se com Iara Moura; Pedro Edilson casou-se com Susy Mariano; Edson casou-se com Iguaracema P. da Costa; Enilce Luizinha casou-se com Ivo Linhares; Tereza Eulila casou-se com Luiz Brandt.

 

FILHOS DE ROCCO GUBERT COM LUCIA CEMIN(11.8.1875/14.3.1905), natural de Siror (2º CASAMENTO em 16.8.1898):

– José – faleceu com 5 anos.

– Miguel Ângelo(25.5.1900/25.4.1912)

– Batista(31,8,1901/28.3.1942) casou-se com Carolina Panek ou Gleden. Filhos: Lucia Dulce; Carlos Duílio; Antonio Daltivo.

– Alfredo(1.10.1903/2.2.1964), casou-se em 10.12.1927 com Joana Geros(25.12.1906/29.5.1990), filha de Alberto Geros e Anastacia. Filhos: Alfredo Rene casou-se com Maria José Turra; Luci Maria casou-se com Reno João Neves; Maria Vilma casou-se com Osvaldo Moro.

– Filhos do 2º casamento( Giovanni Battista Gubert(27.1.1837/5.7.1892)(filho de Giovanni Baldassare Gubert e Maria Doff Sotta. Ele veio com 42 anos) com Caterina Romagna:– Francesco Antonio, não veio.

– Francesco Giuseppe, não veio.

– Francesco Luigi veio com 15 anos.

– Givanni Biaggio, não veio.

Giovanni Giuseppe, veio com 11 anos e consta que foi para o RS.

– Domenico Giuseppe, veio com 9 anos.

– Luigi Alfonso(12.10.1872/11,8,1951), veio com 7 anos. Casou-se com Maria Domenica Tomas em 29.7.1911 e não tiveram filhos.

 

Interessante que encontrei na página 482 do Livro a pessoa de Orsola Gubert Tomas que veio com 28 anos(10.5.1850/15.2.1901), filha de Fillipo Ângelo Gubert e Maria Domenica Orler. A Orsola era  casada em 24.6.1875, em Imèr com Domenico Tomas(1846/1931), E chegaram no PR em 7.5.1878, naturais de Imèr e tiveram os filhos Luigia que não veio, Filippo que não veio, e no Brasil tiveram os filhos: Felipe que casou-se com Domingas Fabro(e tiveram os filhos Domingas, Aguada, Assunta, Maria, Rosa, Domingos, Miguel Antonio, Hélio, Althimir, Luiza, Nivaldo José, Leonilda Therezinha) e Elizabeth Jagher; Margarida casou-se com Fortunato Garbuio( filhos:, Mathias casou-se com Adélia Zeni(filhos Urçula, Apolônia, Vicente, João Américo, Feliciano Evaristo, Julio José; Olivia Carmela; Maria Clementina, Inês Argemira), Domingas casou-se com João Lagher, Luis casou-se com Dorotheia Simião(filhos gumercinco, Belmiro João, Florindo Domingos, Emilia, Helena, Carmela, Maria Melania, Margaria, Maria, Albino, Afonso, Clemente), José casou-se com Benedita Costa(filhos José, Angelina, Maria Odete), João casou-se com Laurinda Soares(filhos Domingos, João Filho, Nazarena, Maria Thereza), José, João Jorge casou-se com Maria José de Oliveira(filha Maria de Jesus), Maria Brígida casou-se com João Simião(filhos).


14 Comentários

FAMÍLIA TURRA NO PARANÁ

FAMÍLIA TURRA NO PARANÁ

Fonte:Livro Colônia Imperial Santa Maria do Novo Tirol da Boca da Serra, 120 anos  de História, de Antonio Tomaz e Ariel J. Thomaz.

A Família 1, naturais de Tonadico, Itália, chegaram no Paraná em várias datas. Bartolomeo Turra veio com 39 anos(13-7-1836/22-4-1899), filho de Antonio Turra e Maria Domenica Del´Antonia.

Maria Broch veio com 41 anos (22-10-1835/9-5-1898), filha de Francesco Vittore Broch e Anna Orsola Tavernaro.

Tiveram os seguintes filhos:

Antonio, Maria e Vittore, não vieram.

Antonio veio com 11 anos(3.1.1866/8.9.1912) e casou-se com Speranza Luigia Guadagnin e tiveram os filhos Maria, Anunciata, Bortolo, Felicidade Ana, Alfredo Jesus, Amélia, Alfredo, Antonio Rodolfo, Constancia, Felicia e Ângela Alice; Vittore veio com 7 anos(29.7.1870) e casou-se com Ângela Cecília Gaio e tiveram os filhos Maria e Sebastião; Leopoldina veio com 5 anos(29.7.1872/12.9.1946) e casou-se com Giovane Scarante; e Maria Domenica veio com 1 ano e faleceu jovem.

A Família 2, naturais de Tonadico, Itália, chegaram ao Paraná em várias datas.

Giovanni veio com40 anos(3.9.1837/5.10.1892), chegou sozinho em 5.1.1878, filho de Antonio Turra e Maria Domenica Dell’Antonia. Casou-se com Antonia Zagonel veio com 39 anos(26.5.1838/3.7.1915), filha de Giacomo Zagonel e caterina Tomas. Casados em 4.2.1878 em Tonadico, Itália. Antonia e filhos chegaram em 27.10.1878. Os filhos:

Antonio Turra veio com 13 anos(25.2.1865/23.5.1925) e casou-se com Marina Agnez Cesca. Seus filhos: Ricieri, casou-se com Maria Barão; João; Ângela Maria; Otilia Matilde; Francisco Luiz; Luiz Francisco e Maria Natalina Elizabeta que casou-se com Eugenio Batista Berti.

Giacomo Turra(31.5.1868/19.2.1954) casou com Maria Cemin em 18.9.1889, natural de Siror(26.10.1871/9.4.1953), veio com 5 anos. Filha de Giovanni Battista Cemin e Maria Ziglio. Seus filhos: João Batista; Maria Antonia que casou-se com Antonio Zanona; Maria que casou-se com João Batista Gubert (filho de Rocco Gubert e Giacobba Gaio) em 29.4.1916, e tiveram os filhos Altimir, Altino, Altair, Alteny, Altivo, Alternirce, Alteloir; Verônica Emilia que casou-se com Ângelo Zagonel; Jorge que casou-se com Apolônia Bruneti; Francisco Celestino que casou-se com Maria Rosa Cemin; Ângela que casou-se com Antonio Hipólito Slavero; João Batista que casou-se com Maria Julia Berton; Ângelo que casou-se com Siroba Alves Assunção; Marcelino Osmando Cezario; José Lyrio que casou-se com deleurdes Madalena Bettega; Thereza, Assunta Thereza que casou-se com Rui Silveira.

Bortolo Turra(13.10.1869), casou-se com Candida Perussello, natural de Treviso em 24.10.1890. Ela veio com seis anos de idade. Filha de Giovanni Perussello e Domenica Picolotti. Seus fihos: João, Miguel, Domingas que casou-se com Antonio Rodrigues, Izidoro.

Carlo Turra(26.10.1872), casou-se com Joana Cavasotto em 23.4.1898. Seus filhos: Luiza, Emilia, celestina, João Batista que casou-se Hilda Leon Borges; Assunta, galeana, Antonia, Irene e Lilico.

Celestino Turra(28.7.1874/17.8.1841),casou-se com Catarina Strak em 11.10.1901.

Francesco Turra(3.9.1877/12.12.1890). Seus filhos: Leônidas, que casou-se com Luiza Perceke; Idalina que casou-se com Roberto Ferro.

Maria Turra(24.1.1882), casou-se com Giovanni Battista Jagher em 16.4.1903, natural de Tonadico. Seus filhos: João.


Deixe um comentário

Os TURRA do RS

TURRA DO RS

Giácomo como seus ancestrais os troncos familiares Turra, Maschi, Zancanaro e Brustolin, todos originários de Roca D’Arsiè Beluno Itália e se estabeleceram em Linha Emília, hoje município de Dois Lajeados, anteriormente Guaporé – RS.

Florinda Zancanaro, 15/09/1880  – 05/03/1958,  mãe de Giácomo, nasceu na Itália, filha de Giácomo Zancanaro e Giácoma Brustolin  veio da Itália com 8 anos de idade com mais 5 irmãos.

Lodovico Turra, pai de Giácomo, veio ao Brasil juntamente com seus irmãos, João e Ângela. Os três, órfãos, filhos de Ângelo Turra e Giácoma Maschi chegaram em 1889. João voltou para a Itália e Ângela casou com Ferdinando Brustolin. Não se tem mais informações sobre a mesma. Lodovico permaneceu e é o tronco da descendência que destacamos neste documentário.

 

Lodovico Turra, 30/07/1878 – 26/07/1914,  aos 21 anos casou com Florinda Zancanaro, residiram em Linha Emília, posteriormenteem Dois Lajeados – RS e tiveram 10 filhos. Quinze anos após o casamento Lodovico faleceu com 36 anos de idade em conseqüência de uma queda do cavalo. Brígida, a filha caçula tinha alguns meses de existência.

Filhos de Lodovico e Florinda:

ANGELO x Albina Costella (8 filhos), GIÁCOMO x Angelina Costella (12 filhos), JOSÉ x Zelinda Ferronatto (14 filhos) , ROSA x João Ferronatto, GIACOMINA x  João Madalozzo (4 filhos), JOÃO x Virgínia Refatti (5 filhos), MARIA x João Perinazzo(2 filhos) e Santo Taffarel (4 filhos),  BRÍGIDA x Luiz Concli (6 filhos).


Deixe um comentário

NÃO ME SAI DA CABEÇA (Aquela Moça)

NÃO ME SAI DA CABEÇA     (Aquela Moça)  

(letra: ALTINO GUBERT // Musica: NEREU LOURES)

 

Em                          B7   Em               

Aquela moça …

Edim    B7

Que não me sai da cabeça

Am                B7                          Em        B7      Em

E agora, O que vou fazer?

Em                                E7                          Am

Muitos querem que eu A esqueça

                  Em                   B7              Em       B7     Em

Mas ela faz parte do meu ser !

 

Em                                              B7

Tudo é luta, tudo é vida,

E7                                                                           Am

Veja que coisa mais linda,  PODE SER

Am                                 B7                            Em     

:/ É o amor que chega pra ficar,

Em                                        F# (F#7)

Um sorriso, um abraço

                 Am (B7)              B7 (E)

é o que vou querer /:

 

     E                                                                                    A

:/ Espero amar, espero amar, amar espero

                  B7                                                                       E

Amar Espero, espero amar, espero amar /:    D    G

 

 

     G                                                                                    C

:/ Espero amar, espero amar, amar espero

                  D7                                                                      G

Amar Espero, espero amar, espero amar /:

 

 

 

 


Deixe um comentário

Preleção: “Felicidade.”

Mensagem psicofônica pelo Espírito Leocádio José Correia,
através do médium Maury Rodrigues da Cruz na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas.

http://sbeeimprensa.blogspot.com/2011/08/prelecao-aos-mediuns-do-dia-22-de.html

Preleção no dia 22 de Agosto de 2011.

“Felicidade.”

“Eu vejo que alguns dos irmãos se queixam demais.
Se os irmãos se avaliarem um pouco, os irmãos tem dois olhos e enxergam bem; enquanto que alguns irmãos nossos já não enxergam.
Então isto é felicidade.
Eu vejo que alguns dos irmãos estão permanentemente insatisfeitos com o emprego; alguns irmãos nossos não têm emprego.
Isto é felicidade para os irmãos.
Eu vejo que alguns dos irmãos ainda tem o pai ou a mãe, tem família, recebem aconchego, estão sempre sendo ouvidos por outras pessoas; há irmãos nossos que não tem ninguém, são absolutamente sozinhos nesse espaço da Terra.
Portanto se os irmãos avaliarem um pouco, a vossa situação é de felicidade.
Se os irmãos pararem um pouco e pensarem, os irmãos vão sair daqui hoje, a noite está fria, e vão para casa e vão encontrar agasalho. Vai ter cama, um local para dormir, vão ter a possibilidade da higiene pessoal.
Nós temos alguns irmãos que vão dormir no tempo, ao relento, nas marquises. Estão absolutamente empobrecidos, são criticamente excluídos da sociedade.
Portanto os irmãos não devem se queixar e devem lembrar sempre que isto é felicidade.
Quando os irmãos estiverem angustiados, deprimidos, ou as coisas estiverem muito difíceis, lembrem-se que os irmãos tem a obra toda de Kardec, e todos os livros produzidos pelos espíritos para um chamamento maior dos irmãos.
E isto é felicidade, enquanto alguns irmãos nossos estão infelizes sem condições nenhuma de um trato moral e espiritual.”
Leocádio José Correia 


Deixe um comentário

Preleção: “Diminuindo a tristeza.”

Mensagem psicofônica pelo Espírito Leocádio José Correia,
através do médium Maury Rodrigues da Cruz na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas.

http://sbeeimprensa.blogspot.com/2011/08/prelecao-no-dia-19-de-agosto-de-2011.html

Preleção no dia 19 de Agosto de 2011.

“Diminuindo a tristeza.”

“…Recomendamos ciclos de amigos. Vocês melhorariam um pouco tendo a certeza que vocês têm pessoas que vocês gostam.
Pelo protocolo que eu vi da pesquisa, não dá para continuar.
Alguns de vocês nunca alcançaram bem o viver.
É lastimável isso, alguns ficaram felizes com o nascimento do filho…
alguns tiveram um pouquinho de iluminação e foram nomeados num concurso que fizeram, fizeram uma primeira viagem de avião.
É uma coisa tão rápida, são segundos (de felicidade) que a gente registra em vocês.
Em seguida fecha e entra naquela cara que Antonio Grimm chama de rosto de guardamento.
(…)
Quanto mais vocês visitarem parques, mais alegres vocês ficarão.”
Leocádio José Correia