argubert

Just another WordPress.com site


Deixe um comentário

O TANQUE DE BETESTA E A FALTA DE SISO (João, 5:1 a 15) ROTA A SEGUIR


O TANQUE DE BETESTA E A FALTA DE SISO (João, 5:1 a 15)

ROTA A SEGUIR

Confessas o aturdimento diante da multiplicidade de correntes de opinião religiosa, todas se disputando a posse da verdade.
Defrontas os compromissos a serem atendidos sem sopitares o desânimo, em face dos incessantes labores que surgem em complexidades desafiadoras.
Ouve pessoas bem informadas, defendendo princípios que te parecem legítimos, no entanto, porque são inúmeros aqueles que assim procedem, não sabes qual o rumo a seguir.
À frente, está a numerosa mole humana sobrecarregada de problemas, padecendo exulcerações que te confrangem, sem que saibas por onde começar a tarefa de auxílio.
Teses bem urdidas surgem a cada instante, e estudiosos das questões espirituais dificilmente concordam uns com os outros, acusam-se,nem sempre com a necessária elevação, e experimentas dúvidas desarvoradoras.
Aqui e ali se acumulam problemas de urgência, requerendo solução, enquanto se discutem métodos sem quaisquer atitudes, a breve ou a largo prazo.
Não te aflijas ante a gleba a joeirar, nem te percas na demorada seleção das sementes, que devem ser utilizadas na renovação da paisagem humana que espera.
Os conceitos e opiniões que te confundem devem ser examinados pelo que produzem, primeiro, naqueles que os apresentam.
Sempre houve muitos teóricos eficientes, na Humanidade, e poucos homens de ação.
É da alma humana adaptar ao seu modo de ser o conteúdo de uma doutrina, antes que o adaptar-se a ela.
 O personalismo sempre está a soldo da paixão dos indivíduos.
Por mais brilhante que seja o verbalismo em torno de uma usina elétrica, este não superará, em em algumas circunstâncias, a chama de modesta vela acesa.
Na dúvida, escolhe o caminho cujos resultados se façam em amor e misericórdia, caridade e perdão para com todos.
O mundo dispensa discutidores, e disputa trabalhadores.
Há, por enquanto, necessidade das muitas correntes de fé, de modo a ensejarem, à variada massa humana, informações compatíveis com os vários graus de desenvolvimento dos seus membros.
Importante em cada uma, senão em todas elas, é o Espírito do Cristo impersonificado, agindo em prol de melhores dias, de mais felicidade para todos.
Adentra o pensamento no conteúdo da lição sobre o amor e ama, sem reservas nem constrangimento, sem maior preocupação com os líderes e as suas opiniões, entregando-te a JESUS, o Líder que até hoje não se equivocou.
Certamente, diante da dor, quando te candidates a ajudar, ninguém te perguntará em que ou como crês, mas terá interesse em saber o que trazes, em nome da tua fé, para doar.
… E em qualquer conflito de decisão religiosa elege o bem de todos, e ele te apontará a rota a seguir.

 JOANNA DE ÂNGELIS/DIVALDO FRANCO – Oferenda – LEAL/1980 – 4ª edição/2000.

Anúncios


Deixe um comentário

ATENÇÃO

Atenção

Viver é estar consciente do processo evolutivo.

O cotidiano é sempre um caminho, uma escola onde aprendemos a exercitar a vida nos diferentes estágios de ser e de ter.

É indispensável – na dor, na paz, na angústia, na alegria, no sofrimento, na fé, na desilusão, na esperança, nos desentendimentos, no amor – não esquecer que vivemos no plano terreno para treinar, fortalecer, criar consciência crítica dos diversos problemas atinentes ao processo evolutivo do espírito, atendendo, assim, à possibilidade de nos conduzirmos conscientemente nos diversos degraus evolutivos.

Nos páramos da evolução nem sempre compreendemos as provas, nos distanciando da verdade e da ação.

A agência evangélica procura instrumentalizar o homem fazendo-o entender a fé em Deus, assumindo atitudes educativas.

A paciência, conduzindo a resultados sociais mais amplos;

A compreensão, criando equilíbrio entre os homens;

A renúncia, educando o espírito;

A esperança, alentando coração;

A dedicação, instruindo a ordem;

A benevolência, permitindo um melhor ajustamento humano;

A caridade, identificando o próximo como igual;

A justiça, dando a cada um o que é seu;

A fraternidade, aproximando os seres inteligentes;

O amor, desenvolvendo as faculdades espirituais, criando unidade entre o gênero humano.

O agenciador evangélico deve ter consciência, de que, como exemplificador do novo espiritual, precisa sobrepor-se à dor, à fadiga e ao perigo, assumindo posições de plena confiança na proteção de Deus, do mestre Jesus, através da assistência espiritual.

Quem está capacitado para o amor não teme o futuro.

 

 
Trecho extraído do livro “No Cenário da Vida”, pelo Espírito Leocádio José Correia psicografado por Maury Rodrigues da Cruz.PRELEÇÕES