argubert

Just another WordPress.com site


Deixe um comentário

Teozofia libro tradukita en Esperanton

bandeira esperanto

La teozofia libro Daily Meditations, kompilita de Katherine Beechey estis tradukita Esperanten. La titolo en la Internacia Lingvo estas Opinioj kaj rekomendoj de la Majstroj de Saĝo. La traduklaboron faris Herbert Andreas Welker.

Tiu verko enhavas moralan mesaĝon. Virtoj kiel altruismo, toleremo, memfido, pacienco kaj kuraĝo estas pritraktitaj.

Tiu materialo senpage elŝuteblas ĉe www.teozofioesperante.org. En tiu sama retejo oni povas aŭskulti la unuajn ĉapitrojn de tiu libro.

Fonto: Esperanto Ilustrita

Anúncios


Deixe um comentário

ESPERANTO NA CAPA DA REVISTA VERBO- FAG

Estudantes de jornalismo da Faculdade Assis Gurgacz de Cascavel lançaram a Revista Verbo. O assunto escolhido para a capa foi o esperanto, a língua criada para ser um idioma universal. A principal fonte para que a reportagem sobre o esperanto fosse produzida foi o advogado e esperantista Roger Gotardi, de Salto do Lontra. “O esperanto foi criado para ser uma língua do mundo e ao mesmo tempo de ninguém, a ideologia de igualdade entre os povos interessou o grupo e eu fui atrás do Roger para escrever a matéria”, explica a estudante de jornalismo Suellen Warmling.
Suellen elaborou questionários que Roger enviou para esperantistas do mundo todo. Foram mais de 30 entrevistas respondidas por e-mail, de cerca de 10 países diferentes da América, Europa e Ásia. Depois de tudo traduzido para o português, o mais difícil foi reduzir as dezenas de entrevistas em apenas quatro páginas. “Todas as respostas eram interessantes, dava para escrever uma revista toda sobre o assunto”, conta a estudante. Além das respostas que recebeu por e-mail, como agradecimento, Suellen recebeu também livros em esperanto por correio. “Foi muito bom ver a dedicação dos esperantistas, se dependesse somente do empenho deles a língua já seria o segundo idioma de todos os povos”, admira-se.
Roger, ex-presidente da Associação Paranaense de Esperanto, vê a Revista como uma oportunidade de difundir o conhecimento sobre o esperanto na região. “No cenário estadual, o movimento esperantista ainda é muito concentrado na cidade de Curitiba. Estampar o esperanto na capa de uma (agora premiada) revista é contribuir para a divulgação da língua e para a descentralização do esperantismo”, explica o esperantista.
Na reportagem também consta uma entrevista com um empresário de Pato Branco, que, em parceria com a prefeitura, criou na cidade uma vila em homenagem ao esperanto, chamada Nova Espero.
A revista Verbo é feita uma vez por ano pelos alunos que estão no terceiro ano do curso de jornalismo da FAG. Esta foi a primeira edição inteiramente colorida e disponível na internet. Os 3000 exemplares estão sendo distribuídos em Cascavel e região e sendo enviados para outras universidades do país. No último dia 19, a revista ganhou o 1º lugar em jornalismo impresso no Prêmio Mario Lemanski de Jornalismo, realizado em Cascavel. “São assuntos interessantes e sem prazo de validade, matérias para todos os públicos”, analisa o professor do curso de jornalismo da FAG, Ralph Willians Camargo.
A distribuição da revista é gratuita, quem tiver interesse em adquirir um exemplar entre em contato através do e-mail suellen4640@hotmail.com. Serão cobradas somente as despesas de correio.
A versão on-line pode ser lida no site: http://www.bancadigital.com.br/universidades/verbo/reader2/
Curiosidade:
O esperanto foi criado em 1887, pelo médico polonês Ludwik Lejzer Zamenhof, ou, traduzindo, Luiz Lázaro Zamenhof. Ludwik era fluente em latim, grego clássico, inglês, francês, russo, alemão e hebraico. Com muito estudo, teve o propósito de formar uma língua de simples acesso, que pudesse ser facilmente aprendida por todos os povos.
A língua é composta 60% por radicais latinos (espanhol, francês, italiano, português, e o romeno), 30% de origem anglo-germânica e 10% vindo de outras várias línguas.

Assessoria Revista Verbo